Traduzir

sábado, 15 de outubro de 2011

Cara metade

O osso e a carne,
O céu e as nuvens,
O mar e o vento,
O homem e o tempo.

Cara metade

A goiabada e o queijo,
O beijo e o desejo,
A pele e o arrepio,
A agulha e o fio.

Cara metade

A noiva e o véu,
A colméia e o mel,
O arroz com o feijão,
O amor e o coração.

Cara metade

A noite e a lua,
O dia e o sol,
O rack e a tevê,
Cara metade:eu e você.



Luciano Vianna

3 comentários:

  1. Muito interessante o poema e o post, parabéns! Voltarei mais tarde pra olhar melhor e comentar!
    Estou seguindo! Segue o meu blog também?
    http://rejanebruck.blogspot.com
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Me identifiquei muiito com esse poema.
    Lembrei de momentos tristes mais que me ensinaram uma grande lição.
    By: Lanna Sena

    ResponderExcluir
  3. cara metade, alma gemea, sera que existe?
    ainda não encontrei talvez esteja ocupado demais lanbendo minhas feridas, e reconstruindo os cacos do meu coração, cara metade estou na solidão se escutar meus pensamentos e meus sussurros ao vento, me responda o mas rapido possivel, enquanto ainda aguento.

    ResponderExcluir

Direitos Autorais reservados.

Textos sob a proteção da lei 9.610/98 da criação intelectual. O uso não facultativo - total ou parcial - dos textos aqui exibidos será tido como crime de plágio.

Total de visualizações de página

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget