Traduzir

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Mundo sem fundo

Tantas coisas acontecendo
Sendo elas absurdas
É gente matando gente
Verdades pra lá de nulas

O medo toma conta
Solidão é um assalto
Insegurança o barco
Aonde rema nossa vidas

Trabalha noite dia
Não dorme só cochila
Mas a fome bate forte
Esperança vem tardia

Sonhos derramados
Felicidade abandonada
Nas esquinas do planeta terra
Pessoas agonizam
Pessoas viram feras

Luciano viana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direitos Autorais reservados.

Textos sob a proteção da lei 9.610/98 da criação intelectual. O uso não facultativo - total ou parcial - dos textos aqui exibidos será tido como crime de plágio.

Total de visualizações de página

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget